domingo, 10 de julho de 2011

Enxoval, quarto... buscando ideias...


Começando a pensar na decoração do cantinho da Rafaela...





Com a aproximação da chegada do bebé, a correria aumenta. Tudo tem de estar  pronto para receber o novo membro da família e o enxoval é uma delas...
São os últimos preparativos para quando chegar a hora, é o acabar de arranjar o quarto, é a compra do berço, a primeira roupinha, etc.
Tudo tem de estar pronto para receber o novo membro da família. E o enxoval é uma delas…
Mas o que é um bom enxoval?
É, simplesmente, aquele onde se podem encontrar os objectos e as peças de vestuário que se consideram de uso corrente.
Vejamos…

Para dormir e descansar
Um berço confortável é essencial. Compre um, de preferência, portátil, de mais fácil utilização - quando quiser pode levar o seu bebé para o quarto, para a sala, etc.
Opte, ainda, por um colchão duro, plano, feito em borracha e espuma e coberto por um impermeável de plástico. Estes colchões são, sem dúvida, os mais saudáveis.

Para o berço deve ter:
  • resguardo de algodão ou de fibra (absorve a urina);
  • lençol de baixo ajustável (com elásticos);
  • lençol de cima;
  • uma manta;
  • um edredão ou colcha.
Quanto à almofada, evite-a nos primeiros meses por questões de segurança, de maneira a evitar perigos de sufocação e para ajudar a não deformar a coluna vertebral.
O carrinho de bebé cobre-se da mesma forma que o berço. Este deve ser seguro e respeitar todas as normas da União Europeia.
Um intercomunicador é também, hoje em dia, um instrumento precioso, permitindo ouvir qualquer som emitido pelo bebé enquanto este dorme. Os pais sentem-se, assim, mais tranquilos.

Para a hora do banho
Tudo o que precisa é de uma banheira, de algumas toalhas, de uma capa de banho e de um termómetro. Lembre-se, no entanto, que só deve dar banho ao seu bebé depois da ferida do cordão umbilical estar completamente cicatrizada.
Para a higiene diária convém ter sempre à mão: um pente ou um escova, uma esponja natural, sabonete líquido, amaciador, óleo protector, cotonetes, uma tesoura de bicos arredondados e, para toque final, água de colónia.

Alimentação
Mesmo que ainda esteja a amamentar, é indispensável reunir uma série de utensílios que podem ser muito úteis. Exemplos?
  • vários biberões dos mais diversos tamanhos;
  • uma tetina a mais;
  • uma escova para limpar os biberões e as tetinas;
  • chupetas de látex suave;
  • um recipiente para esterilizar os biberões a quente e a frio.

Roupinhas e mais roupinhas
Procure roupa adequada à idade e tamanho do seu bebé. Compre vestuário de boa qualidade, de tecidos que deixem respirar. Tenha, ainda, em atenção que para cada ocasião existe uma peça de vestuário que se adequa. Compre, por exemplo, roupa para estar dentro de casa, mas lembre-se de comprar algo mais quente para quando levar o seu bebé à rua.

No guarda-roupa deve, então, guardar:
  • faixas umbilicais - até que a ferida do cordão umbilical esteja completamente cicatrizada;
  • algodão é indicada para os bebés que nascem no Verão ou cuja pele é muito sensível, já as descartáveis são mais cómodas podendo, no entanto, provocar irritações quando não são mudadas com a devida frequência;
  • calças de plástico impermeáveis e forradas a algodão - use-as, o menos possível, durante os primeiros três meses e só quando sabe que vai estar muito tempo fora de casa;
  • camisolas interiores de algodão - de tecido natural, sem botões e com o mínimo de costuras, não devendo ultrapassar a cintura para que não fiquem húmidas;
  • casaquinhos de lã ou de algodão perlé;
  • calças em tecido;
  • cueiros de alças e cueiros-saia - protegem as pernas e facilitam a muda da fralda;
  • vestidos ou fatos de recém-nascido;
  • meias;
  • botinhas;
  • babetes;
  • xaile - para proteger o bebé do frio, dentro e fora de
  • saco-cama para bebé.
A pele do bebé é muito delicada. Por isso, lave a roupa com água e sabão líquido, de preferência sem qualquer ácido e que não deixe resíduos. Ponha de lado produtos como a lixívia, amaciadores, branqueadores e detergentes com substâncias capazes de irritar a pele.
Lave as peças de roupa antes de as usar para retirar o excesso de goma e utilize a máquina ou lave mesmo à mão.
Basta reunir tudo isto para ter à sua disposição um enxoval completo. Pode acrescentar outros instrumentos, outras peças de roupa, mas o essencial ficou aqui definido.

Assim, vai ter sempre à mão o que precisa…

fonte: abcdobebe.com

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Um dia sonhei ...



Quero ser mãe de uma menina que ande de marias-chiquinhas pela casa empurrando um carrinho de bonecas
Que trombe nos móveis às risadas
Brinque com meus sapatos de salto
Faça roupinhas para suas barbies descabeladas
Quero ser mãe de uma garotinha que fique com as bochechas coradas de correr.
Que suba em árvores... uma moleca bonitinha, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de crochê
Que tome sopa fazendo barulho sem querer.
Quero ser mãe de uma menina de lindo olhar
Que ria escondido
Que pregue peças
Brinque de vídeo-game, fique brava quando perder 
E quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalça pela casa
Que goste de sorvete com chantili. 
Que seja a primeira da classe e seja elogiada por isso, a danadinha.
Quando adolescente, que chore vendo um filme
Que ganhe seu primeiro sutiã
Que escove os cabelos para dormir
Que queira namorar e sair
Que chore no meu ombro a primeira decepção
Que peça permissão para chegar de manhã
Que quando mulher, saiba que não é facil ser mãe.....

Rafaela, minha filha, seja bem vinda... mesmo ainda dentro do meu ventre, já és muito amada e querida por mamãe e papai, e todos que nos querem bem...

sábado, 2 de julho de 2011

para refletir... pensando no baby

Agora eu sou dois
Meu corpo muda tanto que meus órgãos parecem querer ir embora. A fome vem com jeito de enjôo. A felicidade vem com vontade de ficar quieta. Shiii. Silêncio.

Eu, imóvel tentando ouvir você crescer em mim. Eu, com medo, tentando sentir que está tudo bem. Tentando pensar que sou um bom ninho. Ou casulo. Ou casa. E você sugando as minhas forças, meu humor, meu sentido de realidade para fazer crescer a pele que vamos acariciar, a boca que vamos alimentar, os olhos que vão ver o mundo de um jeito que vamos ter que ensinar. Penso em Deus.

Penso em Deus porque não poderia acreditar que posso fazer isso sozinha. Seria poder demais, responsabilidade demais, força demais para um ser humano.

Ser humana. Me sinto mais mulher do que nunca. Não super mulher, não confundam. Me sinto mulher inteira e de verdade, mas pequenininha diante de tudo que vai acontecer. De tudo que vai mudar. Das coisas que não vou se capaz de mudar. Um coração batendo dentro de mim e não é o meu.Choro e entendo.

Entendo que os homens não poderiam gerar uma vida porque se sentiriam magnânimos, capazes de tudo. Enquanto eu mal me sinto capaz de levantar da cama, de comer os legumes que te fazem bem, de não comer o chocolate que te faz mal.

Mal me sinto capaz de escrever porque sei que não vou encontrar as palavras certas. Não vou organizá-las na ordem correta. Não vou fazer quem lê estas linhas entender tudo o que eu sinto. Um turbilhão em câmera lenta dentro do meu coração, como se o furacão tivesse a noção de que na velocidade normal te acordaria, te incomodaria, te assustaria. Shiii. Silêncio.

Agora eu sou dois e cada passo, cada pensamento, cada alimento interferem em você. Quero ser só amor, mas sou humana e volto a pensar em Deus. Também penso em nós dois. Agora você, meu amor. Que me amava desde que eu era só um. Que me amou tanto que me fez dois. Que me ama muito agora, meio feliz, meio desconfiado, meio com medo de quando seremos três. Na verdade quatro, com o cão de pernas curtas que nos fez sentir uma família pela primeira vez .

Seremos quatro, nunca tão felizes como um comercial de Margarina. Aquela felicidade falsa, insossa, pasteurizada. Teremos a nossa felicidade inconstante, recheada de incertezas. Se tivéssemos certeza, não seria preciso acreditar. E enquanto acreditamos na mesma coisa – nós dois, nós três, nós quatro – mesmo nos dias tristes, eu vou saber que sou feliz. Shiii. Silêncio.
Agora eu sou dois.