quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Mundo Craft pela internet


Antes reservada a círculos mais fechados, hoje a máquina de costura foi redescoberta pelos jovens, buscando novas formas de se expressar, mais pessoais e com uma identidade única. É nesse meio que surge o movimento craft, ligado ao fazer manual, ao compartilhamento de ideias e técnicas, espalhadas na web nos mais diversos blogs e comunidades, seja para discutir o próprio ato do fazer manual, seja para vender suas criações, conversar e se inserir no mercado.
“Os participantes da comunidade craft compartilham ideias e incentivo através das mídias sociais e juntos formam uma nova economia e trabalho em rede.” Esta frase, retirada de um post doCorrupiola, resume bem o espírito do movimento que vem tomando o mundo on e offline.
De um lado, o craft como hobby ou profissão cresce a olhos vistos: surgem cada vez mais toy-arts de tecido, sacolas e bolsas de pano, roupas personalizadas, enfeites, chaveiros e todo um enorme leque de invenções desses novos criadores.
Do outro, o mercado formal de confecção brasileiro é o 7º maior do mundo, com 7 bilhões de peças fabricadas por ano e empregando 1,6 milhão de pessoas, segundo dados do Ministério do Trabalho. E esse ainda é um mercado em crescimento com falta de mão de obra qualificada.
E para onde tudo isso vai levar? Este ainda é um caminho que estamos trilhando e descobrindo, calcado, principalmente, no colaborativismo presente nesse mundo da costura no qual estamos inseridos. Por isso, não deixe de acompanhar e debater aqui as novidades sobre este tema, seja ele seu dia-a-dia, paixão ou hobby!

Artigo de 12 de janeiro, do Blog Singer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário